InícioDesenhosSindicato apoia decisão de melhorar qualidade de vida e condições de trabalho...

Sindicato apoia decisão de melhorar qualidade de vida e condições de trabalho dos funcionários do Cenesp


A Super PF I (SP) do Banco do Brasil se reuniu com o Sindicato, na última terça-feira 14, para informar sobre o plano de realocação de funcionários e carteiras no âmbito dos escritórios digitais em São Paulo.

Nesse momento, dos 07 prefixos situados nos prédios do Centro Empresarial São Paulo (Cenesp), no bairro de Santo Amaro, 05 unidades serão deslocadas para outras localidades, sendo 03 na região central, 01 na região de Moema e 01 na região na Praça da Árvore. Levou-se em consideração, estudos que indicavam “mapa de calor”, indicando as localidades mais perto da residência dos bancários, e pesquisas que avaliam o bem-estar dos trabalhadores na localidade atual.

“Há muito que esperamos que sejam regularizados os problemas de deslocamento dos funcionários e funcionárias que trabalham naqueles prédios. Trata-se de uma reivindicação antiga, que busca dialogar com melhor qualidade de vida e condições dignas de trabalho”, avalia Antonio Netto, dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região (Seeb-SP).

“Nas mesas de negociação com a Dipes (Diretoria de Pessoas), reiteradas vezes temos pedido soluções para os problemas de deslocamento e localização no Cenesp, tanto dos escritórios digitais quanto dos prefixos vinculados à Diope (Diretoria de Operações). Para tanto, sugerimos pesquisas de satisfação e avaliação dos colegas. A ocupação do local há muito que não é motivo de alegria para o funcionalismo, só é bom pra empresa pelo baixo custo envolvido”, destaca Getúlio Maciel, representante da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB pela Fetec-CUT/SP.

Ampliação do home office

Haverá, também, ampliação do trabalho em home office, em 50% da jornada mensal, para um dos dois escritórios que ficarão no prédio do Cenesp. A movimentação do trabalhador bancário na cidade de São Paulo também é parte muito relevante na saúde e no desempenho profissional das pessoas, e a ampliação do teletrabalho vem ao encontro de boa gestão do tempo e qualidade de vida dos trabalhadores e trabalhadoras.

“Os avanços são positivos. Embora haja aumento de dependências no âmbito da Super PF I que estejam sendo contempladas pelo trabalho remoto institucional (TRI), nesse momento, incluindo os funcionários das superintendências de São Paulo, esperamos que o Banco estenda essa disponibilidade para todos os escritórios digitais de nossa base, considerando a especificidade do serviço e da cidade”, afirma Juliana Carminato, dirigente sindical e bancária do BB.  

A Superintendência já informou, aos funcionários pelos canais de comunicação internos do Banco, os critérios para nomeação nas novas unidades, no qual não haverá prejuízo das metas já estabelecidas e constituição de carteiras negociais, mantendo-se os mesmos clientes vinculados aos gerentes de relacionamento. Não haverá nova trava para movimentação de funcionários, seja por promoção ou transferência, e haverá flexibilização na existência de trava atual para a ida para os novos prefixos.

“O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região, irá acompanhar e apoiar qualquer atitude administrativa que venha a causar melhora nas condições de trabalho e qualidade de vida dos funcionários. Há um compromisso e parceria no sentido de dirimir desajustes e sanar eventuais problemas. Iremos acompanhar essas movimentações, enquanto ficamos à disposição dos bancários e bancárias”, pontua Ana Beatriz Garbelini, Secretaria de Organização e Suporte Administrativo do Sindicato dos Bancários de São Paulo



Source link

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

WhatsApp
Precisa de ajuda?
👋 Olá
Nosso suporte está online no WhatsApp.