InícioDesenhosExposição "Bença" - Artsoul - Marketplace de Arte Contemporânea

Exposição “Bença” – Artsoul – Marketplace de Arte Contemporânea


“Bença” | obras de Dalton Paula, Débora Passos e Lua Cavalcante | Curadoria de Gisele Lima 

Mostra e palestra marcam o início do projeto “Temporada de Exposições – Contraêxodo: Estratégias de inserções” que promove o intercâmbio de experiências entre artistas e curadores locais e de regiões não sudestinas com trajetórias de sucesso no País e no exterior  

  

No dia 25 de novembro, a partir das 17h, começa o projeto “Temporada de Exposições – Contraêxodo: Estratégias de inserções” que reúne artistas visuais locais e não-sudestinos com experiência de sucesso no circuito nacional e internacional das artes em ciclos de exposições e palestras abertas ao público. Para abrir a programação, a mostra “Bença” traz obras de Dalton Paula (GO), Débora Passos (DF) e Lua Cavalcante (DF), com curadoria compartilhada entre Gisele Lima e Pé Vermelho. Na ocasião, os artistas participam da palestra “Produzir à margem”, sobre os desafios e as estratégias para produzir territorialmente à margem do sistema da arte no Brasil.  O projeto é realizado com o patrocínio do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal (FAC-DF). O Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo fica na Avenida 13 de maio, Quadra 57, Lote – Setor Tradicional, Planaltina – DF. No Instagram e no Facebook @pervermelhoec.

 A curadora Gisele Lima afirma que “Bença”, como todas as mostras desse projeto “Temporada de Exposições – Contraêxodo: Estratégias de inserções”, é pensada a partir do diálogo dos trabalhos e pesquisa de três artistas contemporâneos. “Temos como ponto inicial de provocação e partida a produção dos artistas convidados, no caso de “Bença”, Dalton Paula. A escolha dos demais artistas participantes das mostras é resultado de uma pesquisa e mapeamento da produção artística no Distrito Federal, intensa e constante tanto da curadoria quanto da equipe do Espaço Pé Vermelho. Assim, chegamos nos nomes de Débora Passos e Lua Cavalcante”, ressalta. 

 Em “Bença”, “temos como vetor a cultura popular das benzedeiras e das rezas de cura, o poder das plantas, a relação com o sagrado e com rituais ancestrais. A partir desse universo pensamos e dialogamos com as obras dos artistas Dalton Paula, Débora Passos e Lua Cavalcante. Os trabalhos em diferentes linguagens, que vão da fotografia e vídeo até a instalação e pintura com aquarela, evocam diferentes corpos, plantas e rituais. Rituais esses que podem ser entendidos desde o ato de costurar, bordar e tecer, até práticas terapêuticas em prol do corpo, como coloca Lua Cavalcante, como também na reafirmação de ritos comuns à cultura afro diaspórica”, completa a curadora.  

 A mostra fica em cartaz no Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo até o dia 13 de janeiro de 2024, com visitação de quinta a sábado, das 16h às 20h, mediante agendamento pelo e-mail pevermelho@pevermelho.art. A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade, com classificação indicativa livre para todos os públicos. O Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo fica na Avenida 13 de maio, Quadra 57, Lote 6 – Praça São Sebastião – Setor Tradicional, Planaltina – DF. No Instagram e no Facebook @pervermelhoec. 

 Sobre o projeto

“Temporada de Exposições – Contraêxodo: Estratégias de inserções” promoverá quatro ciclos de exposições e palestras que reúnem artistas não-sudestinos com experiências de sucesso em circulação nacional e internacional junto à artistas locais, estimulando trocas, encontros e debates sobre arte contemporânea, estratégias de inserção e circulação. O projeto propõe um outro movimento ao constante deslocamento de artistas, público e obras para os centros hegemônicos da arte. Ao trazer artistas de outros estados que estão em etapas diferentes de consolidação de suas carreiras para a periferia do Distrito Federal, centro excêntrico do Brasil, o projeto propõe fortalecer outros caminhos ao possibilitar o acesso presencial à produção e pensamento contemporâneo nas artes visuais a um público que, quando pode, precisa transpor barreiras geográficas continentais, sociais e digitais para ter contato com obras e artistas consagrados. Do mesmo modo, o projeto visa o estímulo à formação de artistas locais que possuem poucas oportunidades de estabelecer trocas com uma rede de artistas e curadores de ampla circulação, justamente por estarem afastados destes centros hegemônicos.

Além da mostra “Bença”, com Dalton Paula, Bárbara Passos e Lua Cavalcante, serão realizadas exposições com os artistas convidados Marcone Moreira (PA), Alice Yura (MS) e Rubiane Maia (ES). As curadorias dos artistas locais que integram as mostras junto aos convidados foram realizadas a partir de pesquisa e análise de portfólios pela equipe do Pé Vermelho junto com dois importantes curadores convidados, Aldones Nino (RJ) e Gisele Lima (DF). A variedade de corpos, origens, temas e linguagens artísticas é um dos norteadores para as seleções de artistas e suas obras.

Sobre os artistas 

Dalton Paula (Brasília – DF, 1982) vive e trabalha em Goiânia/GO. É bacharel em Artes Visuais, educador e idealizador do Sertão Negro Ateliê e Escola de Artes Visuais, criado em 2021. Investiga as representações do corpo negro na diáspora africana, desde o período colonial à contemporaneidade, tecendo curas simbólicas, que perpassam o campo histórico-social, econômico e psíquico. O contexto dos terreiros, quilombos, subúrbios e os festejos tradicionais compõem seu processo de pesquisa, e desdobra-se para o quilombo-escola que se guia pelas ações artísticas e educativas, que atuam no fortalecimento da comunidade, construindo um lugar poderoso de emancipação e autonomia do sujeito.

 Débora Passos (Teresina-PI, 1988) é bacharel em Artes Plásticas pela Universidade de Brasília desde 2012. Os corpos femininos, os vegetais e as ancestralidades são os principais assuntos em seus trabalhos, que atualmente se materializam nas linguagens do desenho, do bordado livre e da aquarela. Participou de exposições coletivas em diversos espaços de Brasília, como Museu Nacional, Elefante Centro Cultural, Museu Correios, DeCurators, Casa Aerada – Varjão, A Pilastra, Caixa Cultural, entre outros. Foi artista selecionada no II Salão Mestre D’Armas (Planaltina – DF). Trabalha como arte-educadora em espaços expositivos do Distrito Federal desde 2009, valendo-se da mediação como meio de experiências e transformações diversas. 

Lua Kixelô Cavalcante (São Paulo – SP, 1996), pertencente ao povo Kixelô Kariri. É artista, diretora de arte, sambadeira de roda e aleijada. É tecnóloga em fotografia, pedagoga e educadora griô. Foi coordenadora pedagógica na Casa de Cultura e Ecossistema de Arte – A Pilastra e, atualmente, é educadora no SESI Lab e conselheira curatorial do Solar dos Abacaxis. Coloca-se como corpo-artístico-político-pedagógico, propondo reflexões sobre quais lugares encantados esse corpo habita, entendendo as manifestações tradicionais como principal referência para as suas práticas educativas

Sobre a curadora convidada

Bacharela em Teoria, crítica e história da arte pela Universidade de Brasília, Gisele Lima desenvolve pesquisas que investigam processos de criação, do fazer, do trabalho artístico, da produção cultural e da curadoria desde 2013. Se mantém plural e versátil na missão de fazer acontecer eventos de arte apesar dos pesares. Em 2019 se tornou gestora do ecossistema de arte e galeria-escola A Pilastra que tem como foco a democratização da arte e seus acessos, a formação e fomento de artistas e agentes culturais dissidentes.  Foi cocuradora da mostra Triangular – Arte deste século (2019/2020), realizada na Casa Niemeyer – UnB, melhor exposição coletiva institucional pela revista Select (2019); curadora convidada da 14ª Bienal Internacional de Arte Contemporânea de Curitiba com a mostra Contraforte (2019) e Ganhadora do primeiro edital de curadoria da Galeria OMA (2018), São Bernardo do Campo – SP, com a mostra Métrica realizada no mesmo ano.

Sobre o Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo

O Pé Vermelho é um espaço de formação, produção e promoção de artes, com foco na produção dos não sudestinos e cerratenses. Pensando estratégias de inserção e circulação, acompanhamento e discussão dessa produção, instrumentalização e profissionalização desses artistas, o espaço Pé Vermelho surge com a proposta de formação de artistas em situações periféricas, na dilatação, fortalecimento e compartilhamento dos canais que os membros mais inseridos têm com os artistas que estão ainda no início de sua trajetória. O espaço ocupa um terreno em frente a praça da igrejinha São Sebastião, da histórica Planaltina, cidade da periferia de Brasília, mas que já se encontrava aqui no Goiás 150 anos antes da fundação do monumento moderno.

Este é o segundo projeto do Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo realizado com o recurso do (FAC-DF). Em concomitância com iniciativas já existentes em Planaltina (DF), como o Salão Mestre D ́Armas e o Festival Cerratense, o Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo pretende contribuir para inserir Planaltina definitivamente no cenário das Artes Visuais Contemporânea do Brasil, a exemplo do que aconteceu com a cidade de Anápolis (GO) a partir do Salão Anapolino e as ações advindas deste. Todas as atividades serão gratuitas e presenciais.

Serviço:

Bença | Temporada de Exposições | Contraêxodo: Estratégias de inserções

Fotografias e bordados

Obras de | Dalton Paula (GO), Débora Passos (DF) e Lua Cavalcante (DF)

Curadoria | Gisele Lima e equipe do Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo

Assistente de curadoria | Iago Góes

Abertura | 25/11, às 17h 

Onde | Pé Vermelho – Espaço Contemporâneo 

              Av. 13 de maio, quadra 57 lote 6 – Praça São Sebastião

              Planaltina-DF

Visitação | Até 13/01/2024

                    De quinta a sábado, das 16h às 20h

Agendamento | pevermelho@pevermelho.art

Palestra | Produzir à Margem

Com a participação dos artistas da mostra “Bença”

Quando | 25/11, às 18h  

Instagram | @pevermelhoec

Facebook | facebook.com/pevermelhoec





Source link

RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

WhatsApp
Precisa de ajuda?
👋 Olá
Nosso suporte está online no WhatsApp.